15-Citoplasma e citoesqueleto

15.1-Citoplasma

Situado entre a membrana plasmática e o núcleo, o citoplasma é o constituinte celular mais abundante e complexo, há um material gelatinoso, o citosol, também chamado de hialoplasma (do grego hyalos=vidro) ou matriz citoplasmática.

Imersos no citosol, aparecem as organelas, os elementos responsáveis pelas atividades celulares. São elas: ribossomos, retículo endoplasmático, sistema golgiense, centríolos, mitocôndrias etc.

No citosol ocorrem diversas reações químicas essenciais ao metabolismo celular, suas composição é praticamente uma mistura de água e proteínas.

15.2- Citoesqueleto

O citoesqueleto é um conjunto de fibras proteicas que dão suporte e mantém a forma da célula, além de organizar as organelas celulares, colaborar como os movimentos celulares e no transporte de substâncias. Esta estrutura funciona tanto como uma espécie de "esqueleto" quanto como um "musculo".

As células procarióticas não possuem citoesqueleto, uma vez que sua diminuta estrutura não demanda tal organização. Acredita-se que os primeiros eucariotos tenham desenvolvido desenvolvido estas estruturas como uma forma de facilitar a captura de alimento e a locomoção, como ocorre com os protozoários atuais (vídeo 1).

Vídeo 1 - Ameba capturando um protozoário.

Figura 1 - Filamentos de citoqueratina na célula epitelial humana.

As fibras do citoesqueleto podem ser vista por meio de microscopia de fluorescência e microscopia eletrônica (fig. 1). O citoesqueleto é dividido em três tipos de fibras: Microfilamentos, Microtúbulos e Filamentos Intermediários.

Microfilamentos

Entre as menores estruturas celulares, aparecem os microfilamentos, delgados, com espessura de 4 a 6 nm, constituídos por actina, uma proteína contráctil. Por serem elementos contrácteis, participam de movimentos celulares, como a ciclose e o movimento ameboide (emissão de pseudópodes) (vídeo 1). A ciclose é uma série de correntes citoplasmáticas facilmente observadas em células vegetais. O movimento ameboide é feito pela emissão e contração de pseudópodes, empregado na locomoção e na captura de alimentos.

Microtúbulos

Observáveis apenas ao microscópio eletrônico, os microtúbulos são cilindros longos e delgados, com 25 a 30nm de diâmetro. Cada microtúbulos é formado por uma hélice de dímeros de moléculas globosas de uma proteína, a tubulina (Fig.2).

Várias funções são atribuí das aos microtúbulos, dentre as quais:

• formação do áster e do fuso mitótico durante a divisão celular;

• formação de um cito es que leto que age na morfogênese celular;

• estrutura de cílios e flagelos.

Figura 2 - Diagrama mostrando um microtúbulo e o heterodímero alfa / beta-tubulina a partir do qual ele está sendo construído.

Filamentos Intermediários

São estruturas semelhantes à cordas feitas de vários fio proteicos, cuja principal função é aumentar à resistência das células a tensões (estão presentes nos desmossomos), além de ajudarem na sustentação do núcleo e de outras organelas.

Referências:

  • JUNQUEIRA, Luis C. & CARNEIRO, J. "Biologia Celular e Molecular". Editora Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 1991. 5ª Edição. Cap. 1.

  • OLIVEIRA, Óscar; RIBEIRO, Elsa & SILVA, João Carlos "Desafios Biologia". Editora ASA, Porto, 2007. 2ª Edição. Cap.1.

  • AMABIS, JOSÉ MARIANO; MARTHO, GILBERTO RODRIGUES. Volume 1: Biologia das células – 3. Ed. – São Paulo: Moderna, 2010.

  • NELSON, D. L.; COX, M. M. Lehninger: Princípios de Bioquímica. 3ª ed., Sarvier, 2003

Crédito das imagens:

Cabeçalho: Imagem de <a href="https://pixabay.com/pt/users/qimono-1962238/?utm_source=link-attribution&amp;utm_medium=referral&amp;utm_campaign=image&amp;utm_content=1872666">Arek Socha</a> por <a href="https://pixabay.com/pt/?utm_source=link-attribution&amp;utm_medium=referral&amp;utm_campaign=image&amp;utm_content=1872666">Pixabay</a>

Figura 1: Por Viktoriia Kosach - Obra do próprio, CC BY-SA 4.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=52512715

Figura 2: Por: Thomas Splettstoesser (www.scistyle.com) -- Obra do próprio, CC BY-SA 4.0, https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Microtubule_structure.png#/media/File:Microtubule_structure.png